sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Morando no Mato!


Caro leitor, você provavelmente já matou mosquito, barata ou rato na sua casa, certo? Pois eu não. Na casa que eu comprei há uns três anos não tem esses bichos.
No entanto, você já encontrou um bicho-de-pau caminhando tranqüilo na sua sala de jantar? Não sabe o que é isso? É um escaravelho, um besourão de uns 8cm, o qual quando se vai colocar para fora, ele se gruda na vassoura fazendo uns ruídos assustadores de madeira quebrada. Quando larga, fica resmungando e olhando prá gente com um tom de “Eu vou te pegar, seu FDP!”
E cobra na sala de estar, você já encontrou? Eu já!
E aranhas? Aqui tem uns quatro tipos diferentes, inclusive a aranha-marrom, aquela que se calçar um sapato com ela dentro, a gente vai parar no hospital.
Sapos (o terror da minha mulher)? Vagalumes? Caramujos? Tem de tudo.
Sabiás. Quero-queros. Bem-te-vis. Tesourinhas. Joãos-de-barro. Andorinhas. Canários da Terra. Curruíras. Pardais. A foto do beija-flor acima foi tirada da minha sacada.
Acha pouco?
Trezentas capivaras dormem aqui ao lado, atravessando a rua.
E esquilo na América do Sul, já viu? Aqui tem serelepe, sim. Tem gambá. Tem ratão. Tem preá.
E lontra brincando no rio? Eu já vi a cinqüenta metros de casa.
Tem cágado também.
Gaviões de uns 60 centímetros. Urubus. Garças de quase um metro. Marrecos migratórios. Galinhas d’água, patos e gansos com seus filhotinhos.
Você, caro leitor, pensa que minha casa é no meio da Amazônia? Sabe onde eu moro? Sob a sombra de um pinheiro de duzentos anos, em Curitiba, uma cidade de dois milhões de almas... e a dez minutos do centro!

3 comentários:

kleverson disse...

Pois mesmo com tantos "amiguinhos" desse tipo, acho que ainda assim vale mais a pena morar aí do que aqui no Rio de Janeiro onde moro, em se tratando de tranqüilidade e também da cultura do povo.

Ainda volto aí pro sul....

[]'s

Anônimo disse...

o sul é muito frio, por isso acho que tem menos criminilidade...

O RIO é uma cidade maravilhosa, que pena que não dá para morar ai...

Luiz Bonow disse...

1. Há um mês a prefeitura cortou o pinheiro de 200 anos. Disseram que estava comprometido, mas toda a vizinhança ficou triste.
2. Joinville e Blumenau são dois infernos de calor e nem cercas existem nas casas. Caxias do Sul é uma geladeira a céu aberto e é das cidades mais violentas do Sul. A teoria do clima realmente não tem qualquer fundamento.